Itapevi Notícias

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Ponto a Ponto Oficina dá início à implementação de propostas do Einstein para saúde de Itapevi

Oficina dá início à implementação de propostas do Einstein para saúde de Itapevi

Imprimir

A Prefeitura de Itapevi realizou nesta terça-feira (13) a primeira de uma série de oficinas que vão redefinir a qualidade da saúde no município. Por meio delas, a administração municipal dá início à implementação das diretrizes sugeridas pela Fundação Albert Einstein para reestruturar o setor. 

"Esse é o mais um passo em direção a uma ampla reestruturação para reestruturar toda a saúde de Itapevi", diz o prefeito Igor Soares. "A implementação prática das propostas do Einstein é fundamental para que o atendimento à população seja aprimorado", afirma.

Cerca de 40 gestores participaram do encontro, realizado na Secretária de Saúde, e que teve como tema a territorialização da saúde em Itapevi.  Na prática, isso significa definir quais os locais e equipamentos públicos que serão destinados a cada tipo de atendimento.

"Muitos dos problemas da saúde na nossa cidade surgiram pela falta de uma delimitação clara sobre onde cada cidadão deve ser atendido conforme sua necessidade", explica Luiza Nasi, secretária municipal de Saúde.  

A primeira unidade a implementar as novas diretrizes será a UBS Santa Rita I, na Vila Santa Rita, já em 2019.  "Com essa redefinição, o fluxo vai melhorar, evitando sobreposições e tornando o processo mais rápido e transparente", afirma.   

Consultoria especializada

O relatório de avaliação dos serviços municipais de saúde foi apresentado pela equipe do Albert Einstein no dia 15 de outubro ao prefeito Igor Soares. 

Feito a partir de oficinas de discussão e visitas às unidades de saúde, o estudo teve início no mês de junho, e apresentou uma série de sugestões a serem implementadas para melhorar o atendimento à população.

Entre as ações propostas, estão a criação de novos protocolos de atendimento e de diretrizes de procedimentos administrativos e de recursos humanos. Além disso, o estudo enfatiza a reestruturação do atendimento básico de saúde.

Segundo o levantamento, se bem estruturadas com recursos humanos, equipamentos e insumos em quantidade suficientes, as unidades básicas de saúde são capazes de resolver 90% das demandas da população.

Informatização

Além da contratação da fundação para analisar a área, a Prefeitura criou uma comissão de trabalho que iniciará o projeto piloto, no Pronto Socorro Central, do Sistema de Gestão Integrada e Informatizada na saúde pública do município.

A iniciativa ainda abrangerá duas Unidades Básicas de Saúde, como parte desta fase inicial, para melhorar a integração sistêmica, que permitirá, no futuro, que todas as unidades da cidade compartilhem informações entre si, com um prontuário do paciente desde o seu início até a evolução completa do quadro clínico.

Última atualização em Qua, 14 de Novembro de 2018 14:46  

Anunciantes

Links Recomendados?
Banner