Itapevi Notícias

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Editorial PSDB e PT: Entre caças e caçadores, todos deveriam ser cassados

PSDB e PT: Entre caças e caçadores, todos deveriam ser cassados

Imprimir

Nilton_Ramos_siteA grande verdade no que se refere ao nosso recanto político verde e amarelo é que, de fato, entre caças e caçadores, que se revezam entre uma desgraça e outra que atingem diariamente o cidadão comum e pagador de impostos, todos esses que aí estão, atravancando o nosso caminho, deveriam, sim, ser cassados. Mas não se faz mais protestantes tão ávidos por justiça e por liberdade quanto havia nos fins da ditadura militar, há 25 anos.

Para não tornar esse editorial um livro, vamos nos ater a apenas dois dos mais recentes episódios que serviram de ataques entre petistas e peessedebistas de uma semana para cá. O primeiro deles, um prato cheio para os peessedebistas, foi o apagão que atingiu cerca de 12 Estados Brasileiros e durou mais de 5 horas e que teve como conseqüências transtornos, acidentes e mortes de inocentes. Fatalidade ou não, a oposição não perdeu a oportunidade e desceu a lenha em Lula.

Dias atrás, houve o reverso da situação com o acidente gravíssimo, embora sem vítimas fatais no trecho Sul do Rodoanel Mário Covas, na Rodovia Regis Bittencourt, quando uma viga de 85 toneladas despencou sobre veículos que passavam pelo local, deixando três feridos e um tremendo susto quando pensamos na gravidade desse problema e no que mais poderá acontecer em decorrência dele.

Para todos os lados os inimigos querem instaurar CPI uns contra os outros. Mas, neste país que não é a Itália, mas onde tudo acaba MESMO em pizza, de novo, nada vai acontecer.

Sobre o segundo episódio, o que se tem apurado, mas que o PSDB faz questão de afirmar categoricamente que não há nenhuma ilegalidade no fato, é o beneficiamento do atual governador de São Paulo, José Serra, e 11 deputados de seu partido pela empresas que formam o consórcio responsável pela obra neste trecho do acidente (as empreiteiras OAS Engenharia e a Carioca, junto com a Mendes  Jr.).

Para a surpresa dos moradores da Região Oeste, o nosso Deputado João Caramez (PSDB) está entre os felizardos, tendo recebido, em época da última campanha 20 mil reais da empreiteira Carioca. Fato este que para ele não lhe traz absolutamente nenhuma preocupação, conforme declarou para um jornal da região, dizendo ainda que isso é perfeitamente normal em época de campanha e que suas contas públicas foram aprovada pela Justiça Eleitoral.

O que há de errado, a bem da verdade, não nos é lícito afirmar sem investigações, já que a oposição não é competente para formar opinião e instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito para averiguar as coincidências. E enquanto não conseguem abrir a CPI, os governantes vão se defendendo sem a menor dificuldade, já que quaisquer meias palavras já é melado na boca dos brasileiros. Exemplo disso é ouvirmos o Deputado Caramez dizer que o beneficiamento financeiro para sua campanha, para a campanha de Serra e de outros dez deputados em nada favoreceu a entrega de várias obras do governo para essas empreiteiras.

Verdade ou não, isso pouco vem ao caso agora. O fato é que a OAS participa ainda da construção da Linha 4, onde a futura Estação Pinheiros desabou em 2007, matando sete pessoas.

 Vale lembrar, para os cérebros que pensam, que Caramez é membro da comissão permanente de Transportes na Assembléia Legislativa. Vale lembrar também que esses mesmos beneficiados com o dinheiro das empreiteiras são hoje contra a CPI do Rodoanel. Ficam aí os fatos, a nossa liberdade de expressão, a nossa condição de formar – ao menos tentar – opinião e a liberdade de interpretação para os caros leitores desse veículo.

Apenas para ficar mais claro sobre as doações em época de  campanha, é do próprio Tribunal Superior Eleitoral a informação de que em 2006 José Serra recebeu, ao se candidatar a governador do Estado, doação de R$ 1 milhão da construtora OAS e de R$ 100 mil da Carioca Engenharia. Essas duas empreiteiras desembolsaram ainda, nesta mesma campanha, outros R$ 610 mil para alavancar as campanhas de 10 deputados que hoje possuem cadeira na Assembléia Legislativa. Além do tucano João Caramez, foram beneficiados com a doação os deputados Orlando Morando, Geraldo Vinholi, Analice Fernandes e Bruno Covas (todos tucanos), os petistas Rui Falcão, Adriano Diogo, Ana do Carmo e Carlos Almeida, Jorge Caruso (PMDB) e Milton Leite Filho (DEM). Para infelicidade das empreiteiras, os quatro petistas agraciados estão hoje entre os que lutam para instaurar a CPI do Rodoanel. Por tudo isso é que, de fato, entre caças e caçadores, todos deveriam ser cassados. Mas falta muito para o povo brasileiro entender a força que tem. Se mil de duzentos milhões de brasileiros – não mais que mil – acampassem em frente ao Palácio do Governo, às Assembléias e Câmaras ou em frente ao Planalto, em Brasília, tantas coisas poderiam se suceder em favor do povo brasileiro, tantas cassações devidas ocorreriam, tantos corruptos passariam a andar por caminhos mais retos... Tantas mudanças boas se fariam. Ah! Se pelo menos mil se dispusessem!  Triste ilusão. Estúpida Esperança.

Au Revoir!

 

Anunciantes

Links Recomendados?
Banner
Banner